Buscar
  • Shirley Pontes

ONCOTHERMIA contra o Câncer

Dr. Francisco Humberto fala sobre Oncothermia, um método alemão reconhecido mundialmente. #tratamento #cancer #oncothermia.




Quem precisa se tratar de câncer pode contar também com a ONCOTHERMIA - um método alemão reconhecido mundialmente.Dr. Francisco Humberto de Freitas Azevedo (CRM-DF 14.747) que usa esse método inovador em Brasília, nos dá alguns detalhes:


1. O que é a ONCOTHERMIA?

É um método de enfrentamento do câncer, que usa de forma sinérgica o calor, a luz ultravioleta e a RF- Frequência de Rife. É indolor, não invasivo, não agressivo, e não gera sequelas. Tem objetivo de provocar apoptose (suicídio) das células neoplásicas e acelerar o processo de redução de tumores e metástases. Foi criado na Alemanha na década de 1980, tem muitas pesquisas acadêmicas e já é utilizada em muitos países europeus, Ásia, África, China, Canadá. E aqui em Brasília desde 2012.


2. Esclarecendo para o leitor, qual a diferença entre os tratamentos tradicionais e o com Oncothermia?

São formas diferentes de enfrentar o Câncer. A Oncothermia é uma avançada técnica de tratamento contra o câncer que, utiliza a física: Calor (38 a 42º), Radiofrequência (13,56 MHertz) e Luz ultravioleta que penetra nas camadas mais profundas do corpo, não gera sequelas. Todo o protocolo com eletromedicina ajuda na recuperação da saúde integral e melhora a qualidade de vida dos pacientes. Os tratamentos tradicionalmente utilizados  são baseados em química ou radioterapia , e costumam gerar sequelas, depressão do sistema imune, queimaduras e nem sempre oferecem a melhora esperada.


3. O paciente que está se tratando de câncer precisa de uma dieta especial?

Sou nutrólogo e acredito que sim. Sugiro uma dieta reduzida de carboidrato, pois o câncer se nutre da fermentação gerada por eles. O paciente ganha quando alcaliniza seu corpo, por isso recomendo muitas verduras e folhosos verdes e roxos. O câncer é considerado um distúrbio metabólico, ou seja, hábitos e a alimentação ingerida impactam diretamente na formação de nódulos e metástases.


4. O que esse tratamento tem em comum com a “Medicina integrativa” que tem sido muito comentado?

 A medicina integrativa é uma abordagem que existe desde os primórdios, visando funcionamento integral do corpo. Nas sultimas décadas a medicina se especializou tanto, que muitos veem apenas um órgão doente no paciente! A abordagem integrativa visa recuperar as funcionalidades para que o corpo funcione em harmonia, equilibrado e pleno.


5. Qual a mensagem principal do seu ultimo Livro: “Nutrologia contra o Câncer uma doença metabólica”?

Dentre tantas coisas, eu falo sobre a importância de aportar oxigênio nas células, pois quando a membrana é bem nutrida, ela respira plenamente e mantem-se saudável e funcional. Nas células mal nutridas, as membranas se fecham e tendem a fermentar – dá-se o início do adoecimento. Os tratamentos integrativos interferem nesse processo visando recuperar o funcionamento celular e fortalecer a função mitocondrial. Tudo isso é possível com alimentação, suplementação adequada e estímulos de eletromedicina.


6. O que vem a ser “eletromedicina”?

È uma abordagem dentro da medicina, liderada por estudos alemães que usam as forças da natureza (física) com objetivos terapêuticos. Com a eletricidade é possível produzir luzes ultra violeta, infra vermelha, calor, pulsos magnética, microcorrentes, frequências que ajudam a recuperar o funcionamento de células e membranas. A eletromedicina oferece possibilidades significativas em tratamentos de doenças crônicas.


7. Como o Instituto de Medicina Biológica tornou-se referência em tratamento biológico e Oncothermia?

O reconhecimento certamente decorre da construção durante 45 anos atuando em medicina, pesquisas, estudo continuado, cooperação técnicainternacional, atuação clínica e também muito investimento em aparelhos de alta tecnologia. É com alegria que recebemos médicos de vários lugares para conhecer o trabalho que realizamos. Os colegas que praticam medicina integrativa nos consideram uma das clínicas mais bem preparadas do mundo em termos de eletromedicina dedicadas a doenças crônicas e ao câncer.


9 – Que recado mandaria para nossos leitores?

O câncer é um distúrbio metabólico: Significa que ele é agravado ou minimizado pela a alimentação. Ele é crônico: Significa que não tem cura, mas tem controle. Então fazer uma alimentação natural, mais saudável, variada, leve e cultivar um estilo de vida consciente é o inicio da prevenção de todas as doenças. Inclusive pacientes que estão em tratamento de câncer com outros métodos, devem entender os benefícios dessa abordagem para que eles continuem estáveis e tenham vida longa e qualidade de vida sobretudo!


Dr. Francisco Humberto de Freitas Azevedo é graduado em Medicina, pela UFU em 1973, Mestre em Medicina Biomolecular, pela UniRio em 1990 – Atende no Instituto de Medicina Biológica - STN - Lote N - Sala 334 - Ed. Jaime Leal - Asa Norte - Brasília – DF (61) 3361-0790 autor dos livros : “Envelhecimento Humano: A Vantagem De Viver Mais E Melhor Usando Secretagogos”; e “Nutrologia Essencial Contra o Câncer- Uma Doença Metabólica”  Atuando em Brasília desde 2005.




92 visualizações