Buscar
  • Shirley Pontes

VOCÊ SABE O QUE É FIBROMIALGIA?

Atualizado: Jun 2

Doença se relaciona a alguma disfunção do sistema nervoso central e ao mecanismo de percepção da dor.


A Fibromialgia é uma síndrome que se evidencia por meio de sensibilidade maior à dor, afeta as articulações, os músculos, os tendões e outros tecidos moles de forma impactante para o paciente. Como traz muitos sintomas, acaba sendo um difícil diagnóstico.


Esta doença se relaciona a alguma disfunção do sistema nervoso central e ao mecanismo de percepção da dor. Apresenta ainda fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão, ansiedade, desanimo. É comum os pacientes relatarem: “Dói o corpo inteiro”. Tornam-se poli queixosos. Acomete mais as mulheres do que homens, e existe consenso que não é uma questão hormonal. Acredita-se também que pode ser somatização de questões psicológicas.


Os sintomas são perturbadores e incluem ainda rigidez matinal, períodos menstruais dolorosos, disfunções intestinais, formigamento das extremidades, síndrome das pernas inquietas, sensibilidade à temperatura, problemas cognitivos, também chamados fibronévoa, entre outros. São vários sintomas interligados se agravando sistemicamente.

Dr. Francisco Humberto, Nutrólogo do Instituto de Medicina Biológica, uma abordagem integrativa e afirma que “A má oxigenação dos tecidos é uma das possíveis causas do adoecimento e isto precisa ser revertido.É importante manter uma dieta livre de carboidratos e de lectina. E alimentação rica em frutas, verduras e gorduras de boa qualidade. O paciente deve. Vale lembrar que a doença não se instala do dia para a noite. Portanto o tratamento é longo e demanda persistência. Eu sempre indico fazer atividades físicas leves e frequentes, pois alivia e ajuda a manter a musculatura que é necessária com o avançar da idade.”


Shirley Pontes - Gerontóloga do Instituto de Medicina Biológica afirma que “A medicação ajuda no começo do tratamento, mas com o passar do tempo deixa de fazer o efeito desejado. Como é uma doença crônica, o paciente precisa de um atendimento sistêmico, por isso usamos uma abordagem integrativa, incluindo eletromedicina, mudança de estilo de vida acompanhamento com psicólogos e outras terapias. Viver com dores permanentes é difícil para o paciente e também para a sua família. É preciso romper este ciclo que leva a uma vida de sofrimento.”


Para mais informações, entre em contato e marque a sua consulta e venha conhecer nossa proposta de tratamento com uma abordagem integrativa para o enfrentamento da fibromialgia, artrite, artrose e outras dores crônicas.

 

Instituto de Medicina Biológica

(61) 3361-0790

30 visualizações